segunda-feira, 31 de março de 2014

Autor de 'A Guerra dos Tronos' divulga capítulo de novo livro

O escritor norte-americano George R. R. Martin divulgou em seu site um capítulo do sexto livro da série 'As Crônicas de Gelo e Fogo', que deu origem à série de TV 'Game of Thrones', exibida pela HBO. Segundo o próprio autor, o conteúdo é novo porque ninguém ainda o leu além de seus editores, mas é antigo porque foi escrito há bastante tempo, antes mesmo de outras amostras já divulgadas. 


O livro, intitulado 'The Winds of The Winter', ainda não tem data de lançamento. Em entrevista ao jornal britânico 'The Guardian', a editora da HarperCollins, Jane Johnson, disse que a obra não será lançada enquanto George não a entregar, e que ela não sabe quando isso irá acontecer.

História do mundo de Harry Potter será transformada em trilogia para cinema

O livro "Animais Fantásticos e Onde Habitam", publicado em 2001 como um dos livros didáticos da escola de Hogwarts em Harry Potter, será transformado em uma trilogia de filme. Kevin Tsujihara, chefe da Warner Bros, convenceu a autora J. K. Rowling a adaptar o livro para as telas, onde um "zoologista de magia" chamado Newt Scamander é o protagonista.


Scamander é o autor de um guia sobre criaturas mágicas. A trama se passa em Nova York 70 anos antes de Harry Potter e, segundo Rowling, o filme não será uma sequência, mas sim uma extensão do mundo do bruxo.

Em entrevista ao New York Times, Rowling conta que, após fazer um rascunho do script, pensou que poderia ser uma lembrança interessante para "suas crianças".

O projeto, que foi anunciado pela primeira vez em setembro do ano passado, será produzido por David Heyman, que já foi o diretor de um dos filmes de Harry Potter e atualmente inclui em seus sucessos o filme "Gravidade".

"Eu sempre disse que só revisitaria o mundo mágico se tivesse uma ideia que me deixasse realmente animada, e foi assim", contou a autora durante o anúncio do filme.



domingo, 30 de março de 2014

A Outra Sombra - Editora Multifoco

Há quem diga que, na vida, quase tudo pode ser explicado e até mesmo compreendido. Mas na morte, nada é exatamente o que parece. Após um grave acidente de automóvel, o jovem Vinícius se depara com uma série de acontecimentos sinistros que o arrastam para um mundo sombrio e cheio de mistério.

O rapaz se envolve com pessoas com as quais jamais tivera contato e logo percebe que uma angustiante luta entre o bem e o mal está sendo travada e ninguém está completamente a salvo.

A Outra Sombra, romance de estreia do autor Max Moreno, é um livro intrigante, capaz de provocar e expor o lado mais obscuro do ser humano.


Sinopse

E se você descobrisse que a morte é só um detalhe?!... Vinicius é um rapaz ingênuo, incapaz de perceber que o mal pode estar onde menos se espera. Mas um grave acidente de automóvel vai deixá-lo diante de um terrível mistério, algo capaz de arrastá-lo para um mundo sombrio e surpreendente. Agora o rapaz se vê diante de uma assustadora sequência de eventos, onde nem tudo é o que parece.

Repleto de intrigas e emoções, A outra sombra é um romance inquietante, que nos conduz a um caminho sem volta. Segredos, ressentimentos e desejo de vingança se confrontam numa surpreendente busca por respostas, onde qualquer um pode ser o próximo. Descubra o lado oculto de cada verdade. 

A Outra Sombra
Max Moreno
ISBN 978 85 8273 564 0
220 páginas
Preço: 40,00
Confira algumas resenhas

sábado, 29 de março de 2014

"50 Tons Brazucas" - Autoras brasileiras lançam romances eróticos

Em 2013, entre os livros mais vendidos no Brasil estava à trilogia Cinquenta Tons de Cinza, da britânica E. L. James. Quem também figurou nesta lista foi à americana Sylvia Day, com títulos como Para Sempre Sua e Toda Sua.  Mas, engane-se quem pensa que este gênero, especial para 'adultos', é dominado apenas pelas autoras internacionais. No Brasil, também existem escritoras debruçando sobre este tipo de literatura que vem fazendo a cabeça de novos leitores. Entre elas estão autoras baianas Silvia Fernanda e Tatiana Amaral.

As autoras lançarão seus novos livros nos dias 5 e 6 de abril, às 16h. O primeiro evento será realizado no sábado (5), na livraria Leitura do Salvador Norte Shopping (São Cristóvão) e o segundo acontecerá no domingo (6), na Leitura do Shopping Bela Vista.

Na ocasião Silvia lança 'A inacreditável Arte de Ser um Capacho – Uma vingança nunca foi tão Doce' (Modo Editora) e Tatiana 'Função CEO – A descoberta do prazer' (Literata).

'A inacreditável Arte de Ser um Capacho' - Desde a infância, Charlie e Amanda brigavam como cão e gato. O passatempo de ambos era criar pequenas vinganças um contra o outro, até que numa dessas vinganças, as coisas saíram um pouco de controle. E acabaram tendo uma alucinante noite de amor. Charlie, que sempre foi um sujeito indomável no campo amoroso, acostumado a ter várias mulheres aos seus pés ao se apaixonar por aquela pequena peste que o atormentou por anos não imaginava a reviravolta que sua vida teria após Amanda passar por sua vida. 


'Função CEO – A descoberta do prazer' - Quando Melissa Simon iniciou o estágio como substituta da secretária executiva do CEO do grupo empresarial C&H Medical Systems, nunca imaginou no que estava se metendo. Robert Carter, líder e maior autoridade dentro da empresa seria o seu chefe. Não bastou mais do que um olhar para que Melissa entendesse que não tinha mais volta. Ela pertenceria a ele. Mas não sabia o que encontraria pela frente. 

quinta-feira, 27 de março de 2014

Novo livro de Paulo Coelho será lançado em 12 de abril


Adultério, o novo livro de Paulo Coelho, já tem data de lançamento: 12 de abril. A publicação, que sai pela editora Sextante, tem  como tema a infidelidade. A história se passa em Genebra, na Suíça, país onde o escritor brasileiro mora. Os principais personagens são uma jornalista e um político, ambos casados e ex-namorados de adolescência. Em entrevista à revista Contigo! sobre o livro, Paulo Coelho afirmou: “Todo mundo pode cair em tentação e ser fraco, mas isso não justifica o fim de um casamento”. 


Autor de O Alquimista e O Diário de um Mago, Coelho é um dos escritores brasileiros mais traduzidos em todo o mundo. Sua obra está em 150 países e já foi traduzida para 71 idiomas. Manuscrito Encontrado em Acra foi seu último livro, lançado em 2012. Em breve, o autor ganha uma cinebiografia. Intitulado Não Pare Na Pista - A Melhor História de Paulo Coelho, o filme estreia em agosto, mês de seu aniversário, em festivais ao redor do mundo.

quarta-feira, 26 de março de 2014

Salão do Livro de Paris vai homenagear o Brasil

O Brasil será o convidado de honra da próxima edição do Salão do Livro de Paris, que ocorrerá de 20 a 23 de março de 2015. Neste ano, o Salão recebeu pouco mais de 198.000 visitantes em uma semana, e teve como convidado especial a Argentina. 


Com uma visitação em franco crescimento, o evento está em sua 34ª edição e atrai cada vez mais um público eclético - de crianças em idade escolar a universitários e profissionais estrangeiros. Segundo os organizadores, em 2013 foram quase 190.000 visitantes. 

Durante quatro dias o público pôde visitar o espaço que acolheu 1.200 expositores e 3.500 autores. Além disso, mais de 50 países estiveram presentes no Salão, mostrando um pouco mais de suas literaturas locais. 


"O sucesso mostra a paixão dos franceses pela leitura, o lugar que o livro ocupa na sociedade francesa, que serve de inspiração para muitos países participantes", comemorou Vincent Montagne, presidente do Salão do Livro de Paris. 

Editora recolhe o livro "Meus desacontecimentos" para correção de erros

O livro Meus desacontecimentos, de Eliane Brum, lançado recentemente, será recolhido das livrarias por conta de erros na impressão. Segundo a editora Leya, os equívocos são de "inteira responsabilidade de nossa equipe editorial". Não ficou claro quais são estes erros.


A escritora divulgou no twitter a nota da editora, acompanhada de seu lamento: "Peço desculpas a todos. Aos que já compraram o livro (e terão que passar pelo transtorno de trocá-lo pela edição corrigida)... Peço desculpas aos que divulgaram os lançamentos, aos que mudaram sua agenda para estar comigo, às livrarias que reservaram espaço. A todos. Assim que o livro voltar às livrarias, aviso aqui. Só quem me conhece um pouco sabe como me sinto neste momento."

A escritora dividiu o prêmio Açorianos de Livro do Ano de 2013 com Luís Augusto Fischer por A Menina Quebrada.

Em 2012, a editora Leya recolheu o livro A Dança dos Dragões, quinto volume da saga épica As Crônicas de Gelo e Fogo, de George R.R Martin, que havia chegado às livrarias brasileiras sem o capítulo 26, intitulado "The Windblown" no original.

terça-feira, 25 de março de 2014

Editora Valentina lança seu primeiro romance teen nacional

A Editora Valentina acaba de lançar seu primeiro romance teen nacional: "Ah, o verão!". Escrito pela jornalista Fernanda Belém, o livro é o primeiro da série "As Quatro Estações do Amor", que chegará ao mercado nos próximos meses contando as aventuras de Camila, uma menina de 15 anos pronta para descobrir o melhor de si.


O primeiro volume tem o verão como pano de fundo. O clima quente, ensolarado e paradisíaco da praia de Búzios é o cenário para uma história de amor. A promessa é de uma aventura recheada de elementos comuns na maioria das histórias destinadas ao público juvenil como a descoberta do primeiro amor (com direito a muto beijo na boca) e a queda de preconceitos, por exemplo.

O enredo de "Ah, o verão!" gira em torno de Camila (ou apenas Mila como é chamada pelas amigas), uma menina como qualquer outra da sua idade. A garota vive às voltas com uma paixão da escola, Rafael, e enfrenta as angústias comuns dos adolescentes como a certeza de que ninguém na sua casa a compreende, exceto as amigas. Para piorar, as férias de verão têm tudo para ser uma grande chatice. A viagem ainda contará com a presença de Juliana, a filha chata dos amigos dos seus pais . Camila só não contava com as surpresas que a viagem a Búzios lhe proporcionaria.

segunda-feira, 24 de março de 2014

A Outra Sombra – Noite de lançamento (Editora Multifoco)

No último sábado (22/03) aconteceu a noite de lançamento do livro A Outra Sombra pela Editora Multifoco. O evento foi realizado na Biblioteca Pública Municipal Prof. Egydio Martello na cidade de Campo Mourão no Paraná. O livro agora conta com nova capa e foi publicado pelo selo Desfecho (Multifoco – Romance).



Mais fotos aqui!

sábado, 22 de março de 2014

A Copa está aí... E os livros também!

A proximidade com a Copa do Mundo provocou uma onda de lançamentos de livros voltados ao futebol e ao universo dessa competição. Confira algumas das principais novidades: 

Almanaque Brasil de Todas as Copas — 1914-2014

De Luís Pimentel, Editora Mauad X, 94 páginas, R$ 49 (em média)

Com a ampla visão de jogo dos melhores meio-campistas, o título repassa a história da Seleção desde a primeira partida oficial, quando mesclou jogadores paulistas e cariocas e derrotou a equipe inglesa do Exeter City por 2 a 0, em 1914, no Rio, até às vésperas da Copa que coincidirá com o seu centenário. O livro traz as histórias de 19 Copas, cinco títulos mundiais e craques como Garrincha, Nilton Santos, Pelé, Sócrates, Ronaldo e Romário.

Messi

De Luca Caioli, L&PM, 312 páginas, R$ 29,90 (em média)

Principal jogador do Barcelona, Messi também é esperança de dribles na concorrência e vendas de efeito nas livrarias. Escrita pelo jornalista italiano Luca Caioli (autor de Neymar e de uma biografia sobre Ronaldinho Gaúcho), revela a história de como o Barcelona descobriu — e por pouco não perdeu — o prodígio argentino ainda recém-saído da infância. Além de narrar a trajetória do jogador, faz relações com a história da Argentina e o jogo sujo das negociações de futebol.

Resenha Esportiva

De Nelson Motta, Editora Benvirá, 216 páginas, R$ 32,50 (em média)

Espécie de jogador polivalente — produtor musical, compositor, jornalista, escritor —, Motta também é um apaixonado pelo futebol. Neste livro de crônicas, revela bastidores de sete Copas do Mundo, duas Olimpíadas e um Pan-Americano observados durante a cobertura desses eventos. Além de reviver as grandes partidas, esmiúça a movimentação ao redor dos estádios, a fuzarca dos torcedores em bares e festas, em um panorama do que o esporte oferece como espetáculo.

Quando É Dia de Futebol

De Carlos Drummond de Andrade, Cia. das Letras, 200 páginas, R$ 34,50 (em média)

Todo time de respeito precisa de um craque. Alguém com domínio das quatro linhas da página, frases de efeito, fôlego literário de sobra. No time da literatura da Copa 2014, essa vaga só poderia ficar com Carlos Drummond de Andrade. O título relançado agora pela Cia. das Letras traz textos publicados em sua maioria nos diários Correio da Manhã e Jornal do Brasil, nos quais o poeta trabalhou. Traz crônicas e poemas sobre o futebol como paixão, manifestação popular e metáfora.

Neymar: o Último Poeta do Futebol

De Luca Caioli, L&PM, 256 páginas, R$ 29,90 (em média)

Se a Argentina tem Messi, o Brasil tem Neymar. Mas os dois, além de atualmente jogarem no mesmo time, também contam com o mesmo biógrafo. O jornalista italiano revive a história do craque desde os primeiros dribles em quadras de futsal, traz depoimentos de antigos técnicos, companheiros de time, familiares e amigos — inclusive grandes nomes do esporte como Pelé e o técnico da Seleção, Luiz Felipe Scolari.



sexta-feira, 21 de março de 2014

Série 'Game of Thrones' pode ganhar filme

O escritor George R. R. Martin, criador da série 'As Crônicas de Gelo e Fogo' ('Game of Thrones'), declarou que a sua saga pode ganhar um filme independente da série. Atualmente, o universo ficcional engendrado por ele pode ser visto apenas na série de TV exibida pela HBO. 


Segundo Martin, tudo vai depender de quando a série acabar. As declarações foram dadas na última quarta-feira (19) para a revista 'The Hollywood Reporter', na pré-estreia oficial da nova temporada, em Nova York. O autor também afirmou que outra possibilidade é adaptar uma série de prólogos presentes no livro 'O Cavaleiro dos Sete Reinos'.

quinta-feira, 20 de março de 2014

Sócia da Companhia das letras compra Editora Objetiva

O conglomerado editorial Penguin Random House, o maior do mundo, anunciou nesta quarta-feira a compra dos selos de obras gerais do grupo espanhol Santillana. O negócio, fechado pelo valor de € 72 milhões, envolve diretamente o mercado brasileiro: além das espanholas Alfaguara, Suma de Letras e Fontanar, entre outras, entrou no pacote também a brasileira Objetiva, que desde 2005 já estava sob controle (76%) da Santillana. Como parte da editora Companhia das Letras já havia sido comprada pela Penguin no fim de 2011, assim que o negócio for concluído, ela e a Objetiva, que juntas detêm 6% da venda em livrarias no Brasil, passam a fazer parte do mesmo grupo.


Ficaram de fora da transação os ramos didático e infantojuvenil da Santillana voltados a colégios, que, no ano passado, representaram 87% do volume de vendas do grupo — assim, no Brasil, a Santillana continua dona da editora Moderna. Já na Objetiva, seu fundador, Roberto Feith, vendeu os 24% de sua participação na empresa, mas continua no cargo de dirertor editorial. A Companhia das Letras seguirá administrada por Luiz Schwarcz, publisher e sócio com 55% de participação da editora, mas que também acumulará a função de CEO da Penguin Random House Brasil, empresa que surge com o acordo.

— Ainda será discutido como será a logística das duas editoras. Não sabemos, por exemplo, o que vai acontecer com as áreas comercial e de logística — afirmou Roberto Feith. — Mas os selos editorais seguem independentes.


As duas sedes — da Objetiva, no Rio, e da Companhia das Letras, em São Paulo — continuam separadas. Mas, com a aquisição, a Objetiva adquire uma vantagem comercial que a Companhia das Letras já tinha em relação às outras editoras brasileiras, de poder avaliar em primeira mão os originais estrangeiros da Penguin Random House. Outra mudança é que a Objetiva, assim como a Companhia das Letras já faz há alguns anos, vai passar a agenciar alguns de seus autores para o mercado internacional.


quarta-feira, 19 de março de 2014

Cassandra Clare lança 'Códex dos Caçadores' de Sombras no Brasil

Livro chega ao país pelo Grupo Editorial Rercord


Fenômeno editorial com mais de 26 milhões de livros vendidos em todo o mundo, a aclamada série 'Instrumentos Mortais' ganha guia ilustrado sobre o mundo mágico dos Caçadores de Sombras: 'O Códex dos Caçadores de Sombras' chega ao Brasil. 


Os fãs de 'Instrumentos Mortais' estarão com uma preciosidade nas mãos ao segurar 'O códex dos Caçadores de Sombras' (Galera). No formato de um guia ilustrado, o livro traz uma minuciosa explicação sobre a história e as leis do Submundo. E não é qualquer livro, o exemplar "pertencia a Clary", e vem cheio de anotações não só dela como de Jace e Simon também. Com estudos sobre geografia, história, magia e zoologia, o códex foi desenvolvido para que os fãs se sintam ainda mais por dentro da saga.

terça-feira, 18 de março de 2014

Músico Kledir Ramil lança livro voltado ao público infantojuvenil

Depois de conquistar admiradores com sua música ao longo de quatro décadas, Kledir Ramil está se aproximando das novas gerações pela literatura.


Nesta terça-feira, às 19h, na Livraria Cultura (Shopping Bourbon Country), Kledir apresenta seu maior voo no mercado editorial: Crônicas para Ler na Escola, volume voltado ao público infantojuvenil – também haverá sessão de autógrafos na quinta-feira, no mesmo horário, na livraria Vanguarda, em Pelotas.

Com uma sólida carreira musical, iniciada ainda nos anos 1970 com o grupo Almôndegas e solidificada nas décadas seguintes com a dupla Kleiton & Kledir, o compositor lança seu terceiro livro.

Editado pela Objetiva, o volume integra a coleção Para Ler na Escola, iniciada ainda em 2001 com um conjunto de textos de Luis Fernando Verissimo. De lá para cá, outros nomes de peso ganharam edições, como Ruy Castro, Carlos Heitor Cony e João Ubaldo Ribeiro.

– Muita gente se aproxima do que eu escrevo porque gosta da minha música. Também há jovens leitores que começam a ler meus livros na escola e, a partir daí, descobrem minha longa obra musical – conta Kledir, que tem 61 anos e mantém a dupla com o irmão Kleiton desde 1980.

A seleção de crônicas ficou a cargo de Regina Zilberman, professora do Instituto de Letras da UFRGS com trajetória de pesquisa voltada à literatura infantojuvenil. O livro conta com alguns textos inéditos e outros já publicados nos jornais Zero Hora e Brazilian Voice. Mesmo assim, o olhar bem-humorado do músico e seus temas trabalhados fazem as crônicas parecerem criadas sob encomenda para os jovens. Assuntos como língua portuguesa, família e bastidores de sua carreira artística são abordados.

Fonte: Jornal Zero Hora


segunda-feira, 17 de março de 2014

Livro “Masters of Sex” soma mais de 10 mil orgasmos

Quando entrevistou o médico William Masters no momento de sua aposentadoria em 2004, o jornalista investigativo e autor de biografias Thomas Maier foi perseguido por uma ideia fixa: precisava escrever sua biografia.


A motivação, mais que a vida pessoal do médico, era a história de como, junto à assistente Virginia Johnson, havia sido pioneiro na pesquisa da sexualidade humana.

Cinco anos depois, a ideia seria impressa no papel, sob o título de “Masters of Sex”. A obra de Maier chega às livrarias do país nesta semana.

Masters e Johnson analisaram mais de dez mil orgasmos advindos de voluntários de suas pesquisas, entre eles jovens médicos, enfermeiras e amigos do casal.

Nos anos 1960, quando foi divulgada nos Estados Unidos, a pesquisa foi considerada revolucionária e gerou cerca de 700 notícias e resenhas. Mas, com o passar do tempo, os nomes dos dois foram praticamente esquecidos.


Hoje, a história da dupla norte-americana William Masters (1915-2001) e Virginia Johnson (1925-2013) voltou à tona graça à série homônima baseada no livro de Maier e exibida no Brasil pela HBO.

sábado, 15 de março de 2014

Criador das tirinhas 'Calvin e Haroldo' divulga primeira charge após quase duas décadas

Após quase duas décadas sem produzir nenhuma trabalho inédito, o famoso cartunista americano Bill Watterson, finalmente, divulgou sua primeira charge depois do longo hiato. Trata-se do cartaz para o documentário 'Stripped', do diretor Dave Kellet, que discute a atual situação do mercado de cartunistas e como as tirinhas estão sendo influenciadas pela crise dos jornais impressos.


Em entrevista ao tradicional jornal Washington Post, Watterson falou sobre a produção da charge: "Além de algumas declarações para o documentário, eu não estou envolvido com o filme, então o pedido de Dave para desenhar o cartaz veio completamente do nada. Parecia divertido, e talvez algo que as pessoas não esperassem, então eu resolvi tentar", contou o cartunista.

Segundo o artista, as ideias para o cartaz foram inspiradas no título e resumo do filme enviado por Kellet, além do fato de considerar poucas coisas mais engraçadas que a nudez humana. "A ideia surgiu na minha cabeça praticamente intacta. O filme é uma declaração de amor para os quadrinhos, então eu tentei fazer algo realmente 'cartunístico'", revela.


Confira abaixo o trailer de 'Stripped', que estará disponível no iTunes a partir do dia 1° de abril:


J.K. Rowling disponibiliza na web "História da Copa do Mundo de Quadribol"

A escritora britânica J.K. Rowling, criadora da saga de Harry Potter, publicou a primeira parte do texto History of the Quidditch World Cup (algo como "História da Copa do Mundo de Quadribol") no site pottermore.com, um portal comprometido a gerar novos conteúdos sobre o mundo do bruxo.


O artigo é dedicado ao esporte fictício praticado pelos personagens dos livros de Harry Potter. Além de mostra como os torneios funcionam, inclui um histórico das edições.

"Estamos muito felizes por ter a oportunidade de publicar um história tão imaginativa de J. K. Rowling sobre o esporte mais emocionante do mundo dos bruxos. Seremos o único lugar em que os fãs poderão descobrir outro pedaço da saga de Harry Potter", afirmou em comunicado Susan L. Jurevics, CEO da Pottermore.

Na próxima sexta-feira, dia 21 de março, Rowling deve publicar a segunda parte do texto no mesmo site. O texto terá foco nos jogos históricos do torneio.



sexta-feira, 14 de março de 2014

Trilogia 50 tons de cinza atinge marca de 100 milhões de cópias vendidas

A Vintage Books, editora britânica da série de livros 50 tons de cinza, anunciou que os três volumes da trilogia alcançaram a marca de 100 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. Desse total, 45 milhões de cópias foram compradas apenas nos Estados Unidos, enquanto a região em que a autora, E. L. James nasceu, o Reino Unido, comprou outros 27 milhões de exemplares.


O Brasil também consta na lista de países que mais comprou os volumes de E. L. James. Ao lado da Alemanha, França, Espanha e Holanda, o País foi responsável pela circulação de mais de um milhão de cópias do livro.

O livro foi inicialmente publicado por conta própria na internet, como uma fan fiction (história criada por fãs) da série Crepúsculo. Atualmente, já foi traduzido para 51 idiomas diferentes. Nesta semana, a gravação da adaptação cinematográfica de 50 tons de cinza entrou em reta final. O filme, que vai contar com a atriz Dakota Johnson no papel da jovem Anastasia Steele, tem previsão de estreia em fevereiro de 2015.

A marca dos 100 milhões de livros vendidos já foi alcançada por outros autores, como Ian Flemming, criador dos livros do espião James Bond, o agente 007. A série Crepúsculo, de Stephenie Meyer, já chegou a vender 120 milhões de exemplares ao redor do mundo. A grande campeã recente, no entanto, é a série de J. K. Rowling: Harry Potter tem a marca de 450 milhões de obras vendidas


Saraiva adota vale-cultura

A Saraiva S.A, maior rede de varejo de conteúdo e entretenimento do país, implementa o Vale-Cultura em suas 112 lojas para compras de livros, música, filmes e revistas. E desde fevereiro de 2014 o benefício também foi incluído no pacote oferecido aos colaboradores da empresa que recebem até cinco salários mínimos. De todo contingente de funcionários da companhia elegíveis ao programa, cerca de 90% já fizeram sua adesão.


"A Saraiva, que há cem anos incentiva a cultura no Brasil, sempre apoiou projetos relacionados ao setor. Acreditamos que a educação, a informação e o lazer devem estar disponíveis a todos, porque são essenciais para a construção de uma sociedade mais competitiva", diz Jorge Saraiva Neto, diretor-presidente do Grupo Saraiva.


Em dois meses do início do programa, o volume de compras na rede com o Vale-Cultura como forma de pagamento é alto. A expectativa de recebimento de usuários do cartão nas lojas Saraiva é de 20 mil pessoas por mês. Entre os estados que mais utilizam estão: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. A empresa trabalha em conjunto com operadoras para viabilizar em breve o uso do benefício também em seu e-commerce. 

quinta-feira, 13 de março de 2014

Cinco dicas para gostar de ler


Não é segredo para ninguém que a maioria dos brasileiros não tem o hábito da leitura. Segundo dados revelados pela revista britânica "The Economist", 25% dos brasileiros maiores de 15 anos são analfabetos funcionais e somente 33% da população brasileira leem livros. Com estes dados, podemos concluir que estamos longe de ser um país de leitores vorazes.

Nem todo mundo nasce com o dom de escrever, mas qualquer pessoa pode se tornar um bom leitor. Mas como gostar de ler? Veja cinco sugestões:

1 - Comece pelo pequeno

Um livro com mais de quatrocentas páginas pode assustar até o mais valente dos homens. Dica: Fuja dos calhamaços. Opte por livros pequenos e com histórias simples. Leia pequenos contos. Na internet existem vários blogs de contos bem interessantes.

2 - Valorize seu gosto 

Esqueça tudo o que já disseram para você ler. Esqueça aqueles conselhos da professora de literatura. Se você não quer ler Machado de Assis, não leia. Ninguém é obrigado a ler Shakespeare. Não gosta de poesia? Então não leia. O que você gosta de ler? Que tipo de literatura lhe interessa?  O seu gosto é mais importante do qualquer critica literária. Não tenha vergonha de ler o que você gosta.

3 - Seja um leitor virtual

Muita gente não tem tempo de ir à biblioteca e muita gente não dispõe de condições financeiras para comprar livros. Com a internet, ficou fácil de obter bons livros de graça. Um exemplo é o site do Domínio Público. Neste site estão reunidas diversas obras que não possuem direitos autorais e podem ser baixadas legalmente. Entre no site e faça uma pesquisa para achar algum livro de seu interesse.

4 - Onde ler e quando ler

A leitura pode acontecer em qualquer lugar e em qualquer momento. Sempre deixe um pequeno livro em sua mochila ou bolsa. Quando estiver de bobeira, seja no ônibus, avião, fila do banco, ou mesmo no horário de descanso do trabalho, pegue seu livro e comece uma leitura de passa tempo.

5 - Autores para gostar de ler

O Brasil possui uma literatura muito rica, com diversos autores consagrados. Entre esses autores, existem aqueles mais acessíveis, de leitura fácil e sem compromisso. Veja 3 autores brasileiros que vão fazê-lo gostar de ler:

Fernando Sabino: O escritor é conhecido por sua prosa envolvente e descontraída. Com histórias objetivas e bem contadas, Sabino consegue prender o interesse do leitor até o desfecho.

Livros sugeridos 
O Homem Nu 
Encontro Marcado 

Luis Fernando Veríssimo:
 Um escritor que dispensa apresentações. Com suas histórias hilariantes, Veríssimo oferece uma leitura divertida para qualquer idade.

Livros sugeridos: 
Ed Mort e Outras Histórias 
O Analista de Bagé 

Leon Eliachar:
 Pense em um Woody Allen brasileiro - esse é Leon Eliachar. Apesar de pouco conhecido no cenário nacional de literatura, Eliachar escreveu ótimos livros de comédias. Seus textos sempre trazem uma visão sarcástica da vida, com muito humor ácido.

Livros sugeridos: 
O Homem Ao Quadrado 
A Mulher em Flagrante 


quarta-feira, 12 de março de 2014

Vampiro Lestat está de volta em novo livro de Anne Rice


Após 10 anos desaparecido da literatura, o vampiro Lestat será protagonista do novo livro da escritora norte-americana Anne Rice. O anúncio foi feito pela própria autora, por meio do site do jornal britânico 'The Guardian'. 

'Prince Lestat', título provisório do romance, terá o objetivo de apresentar aos novos leitores o personagem ícone criado pela autora. O vampiro se tornou famoso ao ser interpretado por Tom Cruise no cinema, no filme 'Entrevista com o Vampiro', lançado no ano de 1994.

terça-feira, 11 de março de 2014

A Outra Sombra - Lançamento Editora Multifoco

Agora é oficial!

Lançamento do livro A Outra Sombra pela Editora Multifoco.


Curta A Outra Sombra no facebook!

Novas normas da língua portuguesa deverão valer em 2016

O prazo para a implantação definitiva do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em 1990 e promulgado em 2008, foi ampliado até 2016. As novas regras devem valer para Brasil, Portugal e mais seis países de língua portuguesa.


A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado criou, no ano passado, o Grupo de Trabalho Técnico (GTT) para simplificar e aperfeiçoar a ortografia. A intenção é definir – em conjunto – um idioma claro e acessível a todos.

O adiamento do uso obrigatório da nova ortografia e a reformulação das normas adotadas são reivindicações de especialistas da área. Para reduzir a quantidade de regras e exceções, o GTT reúne o Centro de Estudos Linguísticos da Língua Portuguesa (CELLP), a Academia de Letras de Brasília (ALB) e o site Simplificando a Ortografia.

Até o fim do semestre, professores e estudantes dos países de língua portuguesa poderão discutir as alterações pelo site, fazer sugestões e elaborar relatórios. As melhores propostas serão escolhidas em setembro, no Seminário Internacional Linguístico-Ortográfico da Língua Portuguesa. Em seguida, os governos dos países de expressão portuguesa terão cerca de um ano para decidir o que deve ser simplificado.


“Pretendemos simplificar a língua portuguesa sem gerar prejuízos no processo pedagógico atual, ou seja, em relação àqueles que já conhecem a ortografia. Todos devem passar bem pelo processo de mudança ortográfica. Há outras preocupações, mas essa é a principal”, explicou o professor Carlos André Pereira Nunes, vice-presidente do CELLP.

Livrarias entram na corrida pelo Vale Cultura

Houve uma tentativa recente de facilitar o acesso da população a livros. Era o Programa do Livro Popular. Ele até saiu do papel, mas por mudanças na direção da Fundação Biblioteca Nacional e por problemas de operacionalização, ele foi logo suspenso. Agora, com o Vale Cultura, é feita uma nova tentativa de ampliar o acesso não só ao livro, mas a diversos produtos culturais. Os mercados editorial e livreiro voltam a se animar, e começam a se preparar para a competição.


Hoje (11) a ministra da Cultura Marta Suplicy estará na livraria Saraiva do Shopping Eldorado para fazer a entrega simbólica do cartão a funcionários da rede, num evento que vai contar com a presença de outros livreiros, vendedores, distribuidores e editores, além de associações ligadas ao livro.


Será na Saraiva não porque é a maior rede de livrarias do País, com 112 lojas que já aceitam o Vale Cultura, mas porque desde fevereiro ela oferece o benefício (R$ 50 por mês) a seus funcionários que ganham até cinco salários mínimos para eles comprarem livros, discos, filmes, fotografias, gravuras, peças de arte (o crédito pode ser acumulado). Eles também podem fazer cursos em diversas áreas culturais, ir a peças de teatro, shows, concertos, cinema, museu, circo, etc.

Pelas contas do MinC, 160 mil pessoas já estão usando o cartão. Outras 350 mil devem recebê-lo nos próximos dias. "A meta é chegar a 860 mil pessoas este ano, o que é uma injeção fantástica de recursos na produção cultural. O impacto pode chegar a R$ 516 milhões", disse Marta Suplicy em entrevista exclusiva ao Estado, em São Paulo. Ela completa: "Se essas pessoas comprarem um livro por mês, serão mais de 10 milhões de exemplares anuais. É um crescimento de 5% com relação ao que se vende hoje no Brasil."

A questão é que o livro concorre com vários outros produtos, e num futuro, diz a ministra, a lista pode ser ampliada com games e tevê por assinatura, por exemplo. Atrair esse contingente de novos consumidores para as livrarias será um desafio, diz Karine Pansa, presidente da Câmara Brasileira do Livro. "Caberá aos setores trabalharem de modo proativo para cativar o público. Um bom momento para colocar em prática a criatividade será na Bienal do Livro, em agosto. O Vale Cultura poderá ser usado na compra de ingressos e de livros."

Na opinião de Ednilson Xavier, presidente da Associação Nacional de Livrarias, o esforço deve ser conjunto no sentido de dar "maior visibilidade à importância da leitura junto ao cidadão". Profissionais que vendem porta a porta e por telefone devem começar a aceitar o vale em breve, diz Diego Drumond, presidente da Associação Brasileira de Difusão do Livro.

A Livraria Cultura e a Saraiva já aceitam desde janeiro, e os resultados, apesar de secretos, são animadores. "Para um primeiro mês, o resultado foi muito, muito bom", diz Jorge Saraiva Neto, diretor-presidente do grupo. Nos próximos dias, a rede também aceitará o vale para compras online.